quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

A verdadeira amizade...

Que teria a amizade depois de se formar
se não tivesse um sítio verdadeiro para morar?
O valor da amizade nunca pode depender da distância
porque quanto maior a proximidade, maior a ganância.
A amizade situa-se sempre no lugar exacto do acontecer
mas nunca é no mesmo lugar que ela resolve aparecer.
A verdadeira amizade não é senão uma eterna esperança
que todo o mundo procura, mas que pouca gente alcança.
Quem a alcança é feliz, como diz
quem não a ganha diz-se infeliz.
É mesmo. Não ter amigos é não ter nada. E nada a que se agarrar.
Nada a quem dizer, nada a quem abraçar. Ninguém com quem chorar. Sonhar.
O sonho comanda a vida, mas não a completa. São os amigos da vida.
São os que nos pegam ao colo quando, descalços, não temos saída.
São os que ajudam, os que criticam. Mas são a nossa constante;
longe ou perto, que interessa? Até um olhar pode ser distante...
E por vezes a distância está ali, sem termos sequer reparado
que se torna maior a distância quando juntos não olhamos para o mesmo lado...
Esta é a maior virtude da amizade. Mesmo tendo os seus perigos.
É que a amizade sabe sempre separar os amigos, dos simples conhecidos.
E mais não digo...porque, no fundo, toda a gente o sabe;
e quem ganhar uma verdadeira amizade, espero que a guarde...
Com amor...

terça-feira, 19 de Janeiro de 2010

O que se seria de... se...?



Se hoje fosse amanha e amanha fosse hoje, como seria?
E se de repente o dia fosse escuro, e a noite se tornasse em dia?

E se o certo se tornasse incerto como iríamos viver?
Será que tudo seria tão maravilhoso como pensamos ser?

Como seria se o mundo fosse pintado de preto e branco?
Como seria se o tudo fosse nada e o nada fosse tanto?
Qual seria a cor da paz nesse mundo tão escuro?
Que sentimento usaríamos nós como nosso escudo?

Como seria se o amor fosse ódio, e o ódio fosse amor?
Conseguiríamos nós viver num mundo sem rancor?
E se os rios fossem as montanhas e o céu, o mar?
Como seria se os pássaros andassem e nós soubéssemos voar?

Como seriamos nós sem a nossa própria liberdade?
Como seria termos de fazer tudo contra a nossa vontade?
Como seria o Homem sem a sua liberdade de expressão?
O que seria do Homem se fosse proibido de sonhar com o coração?


Como.. Se.. O que importa como seria e como será?
Não seremos nós mesmos a maior descoberta que há?

E quando o Homem mexe com o mundo e este com o Homem...
Não será melhor viver o presente e esquecer o amanhã e o ontem?

O hoje não importa para o ontem, nem o ontem para o amanhã
Tudo será único se aproveitarmos o que a vida nos dá
Podemos viver o ontem no hoje e o hoje no amanha
Porque no final, tudo será igual

O mundo é igual a nós mesmos e sempre será assim...
Não adianta falarmos no fim do mundo quando seremos nós a ditar o seu fim!



Mais um dos nossos.
M.D. & S.M.

quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Nada em nós é segredo...

Vou contar-te um segredo. Eu sei o que sentes…
Não, não consegues esconder. Por muito que tentes.
Sei o que sentes a cada sítio que vás…
Sei cada desejo que por dentro te desfaz….
A tendência para que tudo te faça lembrar de mim…
E aí sentes um nervosismo que te consome sem fim.


ADMITE!
Tu desejas tudo como eu desejo.
SENTE!
Que eu sinto o mesmo quando te vejo.
ACORDA!
Estamos a tentar lutar contra o inevitável.
TU SABES!
Conheces o único final possível.
ASSUME!
Que cada palavra é uma verdade.
DESABAFA!
Fala-me dessa tua vontade.
EXPLICA!
Porque tentas fugir do teu caminho.
REAGE!
Transforma essa escuridão em brilho.


Como podes ver, nada em nós é segredo…
Dá-me a mão, vamos viver o futuro. Sem medo!

terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

Labirinto de sentimentos.

Vagueamos ambos por um labirinto…sabes?

Um labirinto de emoções talvez…
ou um labirinto de certezas mais uma vez?
Saber o que se quer mas não saber se se quer…
saber a resposta, mas não saber responder.
Conflitos emocionais que sempre nos atingiram
algo só nosso, que os outros…nunca viram!
Mas porquê tudo isto, se foi tornado impossível?
Porque se deseja o que não nos é acessível?
Ah! Suspiram os corações. Os tristes suspiros…
por sabermos o caminho, quando queríamos estar perdidos.
Mas eu não posso puxar nada a que não te agarres…
nem posso pedir simplesmente que te arrastes…
para um mundo onde, naturalmente, tens medo de voltar…
onde até eu teria medo de te voltar a magoar.
Somos iguais, mas talvez de mundos diferentes…
parecemos o mesmo cérebro, com diferentes conscientes.
Mas o importante é o que de igual nos faz
e é o desejo que tanto mal nos faz…
que nos faz, que nos desfaz, que nos viola sentimentos…
que nos seduz quando estamos juntos, por momentos…

Mas… amar não chega…

Em todo o caso, eu vou-te vendo voar daqui de baixo, sabendo tu que terás o meu olhar sobre ti... a cada bater de asas…

sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

Conversa...

Hoje encontrei vida.
Encontrei um olhar profundo, um olhar marcante
Encontrei um sorriso, a serenidade,
e os sonhos de um viajante.



Diz-me então por onde viajas.
É fantasia?
Viajaras tu por entre a magia?
Ou viajas por sonhos de criança,
onde tudo dura o suficiente para haver esperança?

A esperança nunca deixou de existir
No olhar da menina que sabia sorrir.
Esse olhar hoje sorriu novamente
E trouxe a maior verdade em mim existente.


Define-me então a menina que há em ti.
Essa tal menina que hoje sorri.
Será um sorriso que se tornará constante,
ou um sorriso de apenas um instante?

O olhar sorri constantemente,
mesmo que a alma o lamente.
E este que vesti hoje,
é o sorriso mais verdadeiro que possuo.
O mais real, o mais puro.


Assenta bem o sorriso a essa menina feita mulher.
E o meu desejo é que ela sorria quando quiser.
Mesmo o meu ombro servindo para apoiar,
Quando a menina quiser chorar.

E esse ombro é do ser mais especial que tenho na vida.
É um Amigo. E esta é uma palavra sentida.
Um anjo feito homem, um homem feito poeta.
Que me deu Vida e me ensinou que a amizade pode ser perfeita!

domingo, 7 de Junho de 2009

O último...

Perdi um amor que tinha, eu perdi esse amor
não há palavras, perderam o significado, a cor
as letras nao se ligam, ja nao formam palavras
ja nao há luz que me ilumine as passadas
ja resisto a qualquer folha de papel facilmente
ja nao pego numa caneta como antigamente
a tinta escorre sem contornos definidos,
uma simples mancha, que me mancha os sentidos.

Adeus, até ao dia em que possas voltar...
Até lá, eu não mais vou tentar!

O último, sentido.

quinta-feira, 5 de Março de 2009

Felicidade...

Sonho acordado, até ao minuto em que o sol se põe
depois o sonho é outro, que até a realidade sobrepõe
é algo mágico, isto que possuo na palma da minha mão
que me faz acreditar que isto não pode ser só imaginação.
Passo a passo sinto os pensamentos viajantes na memória
onde andas tu, com simplicidade, mas presença notória
vais e vens como um tempo incerto de acontecer
como sol cabisbaixo, quando espreita ao amanhecer
és realidade, és ilusão, és tudo e nada ao mesmo tempo
quando me deixo levar, tudo dura apenas, o momento
o tempo mínimo do nada, que voa para lá do olhar
é este vai e vem que me fascina, me faz relembrar…e sonhar!
Voo sobre nuvens pensadoras que pairam sobre mim
nuvens que fazem com que cada queda não seja o fim
mas o inicio de uma caminhada rumo ao que desejo
o olhar simples e confiante, mesmo quando já não te vejo.
És uma sombra que todos possuem dentro de si, escondida
e é por isso, sonho, que quem te encontra…sorri para a vida!

Tenho um sonho em mim que um dia hei-de concretizar
tenho um sonho em mim que me faz desejar …e sonhar

És estrela que me ilumina no pensamento mais cinzento
que me faz transcender a um universo menos violento
que me traduz a solidão em momentos de egocentrismo
em que balançamos entre a esperança e o abismo.
Fazes de ti mesma uma incógnita esperança desejável
que até tornas o ser insensível, no ser mais amável
és verdade, mentira, a difamação permanente
és quem desaparece, és quem explode de repente.
Nas asas da imaginação, planas de pessoa em pessoa
até consegues estar na cara de qualquer um que magoa
que fere, que humilha, que mata só porque lhe dá prazer
mas que no fundo não te possui, porque não tem amor de viver.

No fundo, sonho, é por ti que eu espero enquanto vivo
mas, sonho, vem lentamente, passo a passo, se te cativo.



( voltei... :) )

segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

Que mundo..


Todos os dias mal acordo tenho o pensamento inato
E é em folhas de papel que o meu sonho relato
Aquele sonho de um mundo perfeitamente colorido
Onde o mal seja negado e o bem seja erguido
Onde as pessoas possam lutar pelos sonhos em comum
Em que possamos dizer que é um por todos, todos por um
E lutar pela causa de um objectivo especulado
E no fim sentir a felicidade de o ter realizado
Aumentar a força interior dentro de cada um de nós
Fortalecer a auto-estima mesmo quando estamos sós
Sozinhos, trancados na noite com a solidão
Recolhendo cada pedaço quebrado do coração
Esta vida que é um puzzle com tantas questões
Em que a maioria das quais já percorre gerações
E porque é que ninguém nos responde às perguntas
Se o objectivo de um puzzle é as peças ficarem juntas?



Neste mundo criado com um objectivo universal
Resta-nos escolher o caminho do bem ou do mal
Será que era esta a vida que nós queríamos levar
Andar sempre com algo que nos possa preocupar
Ora a guerra, ora a fome e a miséria do nosso planeta
Com políticos a darem-nos as suas promessas da treta
E com elas dificultarem ainda mais as nossas vidas
É dinheiro prós bolsos sem promessas cumpridas
O egocentrismo domina o mundo em que vivemos
Quanto mais tempo é que nós cá estaremos?
Só queria ver-me a viver num mundo bem diferente
Onde não houvesse desconfiança de toda a gente
Um mundo onde todos se tratassem por iguais
Quer sejam crianças, adultos, doutores ou marginais
Eu desejo um mundo sem qualquer ódio nem ganância
Pena que do sonho à realidade seja uma grande distância!


(Escrito a algum tempo..)

terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

Tu e o teu eu.

Caminhas sozinho nesta estrada de vida
é sozinho, fugitivo, que procuras a saída
e enquanto caminhas, a luz faz de ti ser objecto
faz de ti tudo, faz de ti nada em concreto
faz de ti feiticeiro com toda a artilharia
um simples mago distante de uma terra divina
és pobre de espírito, maldito contratempo
quando fazes da solidão o teu maior sustento
porque é aí que tu rezas baixinho ao pobre crucificado
para que ele te estenda a mão e se mantenha ao teu lado
mas calado reparas nessa tua triste convicção
de te manteres fechado, perdido na ilusão
de que alguém te tire desse mundo de fantasia
vives fugido do dia para que a noite te sorria
abres caminhos na escuridão para fugir à luz
porque na verdade tens medo quando esta te seduz

Constróis muros, fronteiras e barreiras anti-medo
és a personagem principal do teu próprio enredo
de uma história triste que sozinho suportas
dentro do cerco onde insistes não construir portas
onde trancas a sete chaves um futuro ainda incerto
não deixando ninguém pisar o teu lugar de afecto
onde te deixas levar por uma monotonia imparcial
que te corrói veia a veia de uma forma mortal
até ao dia em que a força da luz entrará no teu mundo
e te fizer render num segundo, eterno vagabundo
fugido da vida urbana, quando a dor te atinge o peito
e te leva num corredor que te parece suspeito
indica-te a saída, a tua morada, o teu novo lar
dá-te a razão da vida, quando a morte tentava chegar.




05/01/2009




.

quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

Memórias antigas..

Há alturas na vida em que temos de fazer escolhas! E aí parece que tudo muda de repente. O sol parece que não brilha tão intensamente, o verde das folhas torna-se no castanho que as faz cair. Todo o momento se confunde com um outono com traços de inverno. Tudo se configura em relação ao que sentimos, ao estado da nossa alma.
É assim que estou. Sinto-me a beira de um precipicio sem fundo...e não sei qual será o passo certo...à retaguarda ou em frente...
Se o meu passo for à retaguarda, sinto que tudo terá que ser diferente, passando pelo mesmo caminho, pelas mesmas pessoas, por ti principalmente. Se o meu passo for em frente, sinto que cairei no nada, no profundo sentimento de perda de algo que é e sempre me será importante. É inevitável pensar que se cair me possa levantar, porque a unica coisa que me pode fazer sorrir, é a mesma que me está a fazer chorar!
Tenho a certeza que qualquer passo que um de nós dê, a nossa amizade nunca se vai desfazer...acredito até que, com tudo o que se possa decidir, que nos possamos aproximar ainda mais, de uma forma amigável, uma amizade única e sincera... (como sempre foi!).
Eu acredito mesmo que a altura da vida em que uma pessoa é inteiramente feliz, é quando vimos ao mundo, sem uma noção do que ele realmente é... E contigo eu senti-me uma criança, nada mais me interessava se não tu, esquecia que a vida era o que realmente é, com dor, com lágrimas...fui feliz!
Faz parte de qualquer ser humano cometer erros, muitas vezes sem ter noção disso, muitas vezes não fazendo de propósito...admito que errei como tu admites que por vezes também erraste...é um facto! Não te condeno, nem nunca te condenarei por algo, porque tudo tem uma razão de ser, embora muitas vezes nem nós mesmo, que erramos, conseguimos explicar!
Não quero que nenhuma destas palavras seja em vão, até porque não é fácil escrever isto...nunca me mentalizei que um dia iria escrever tudo isto.
Apesar de tudo, nós seremos sempre isto mesmo...nós! Somos um!
Qualquer que seja o passo que dês, acredita que estarei sempre do teu lado...porque és especial, porque és única...porque te amo!
Um amor especial que nunca senti antes, um amor que nem eu próprio que o sinto, consigo explicar! Podem achar até que sou louco...e se for...tenho uma loucura causada por um amor louco que penetrou minha alma e me deixou louco...por ti!
Louco, no bom sentido da palavra claro! Uma loucura saudável, uma loucura que me faz querer-te, que me faz amar-te com cada sentimento meu, com cada toque teu, cada sorriso, cada beijo, cada suspiro...sou até louco pelos momentos que passo a teu lado!
Não é por acaso que decidi postar esta foto...é especial e tu sabes porquê! A foto é-me marcante mesmo, cada vez que olho para ela arrepio-me, não só por achar a foto lindíssima, mas por n'ela se encontrar tudo o que sinto! Não sei explicar...
Só quero que saibas que para onde fores, eu estarei contigo...podes olhar para todo o lado e não me veres...mas olha para o horizonte do teu pensamento e lá estarei eu...porque sempre que não estás comigo, eu interiorizo-me no meu coração...e estou contigo!
Admito que no inicio pensei que nós podiamos ser um só, e que te ia amar com que eu pensava que era amor...hoje, não precisando de pensar muito, eu digo que estava completamente errado... Tudo passou as minhas expectativas..amo-te como nunca amei ninguém, como nunca pensei que pudesse ser o amor, fui feliz como nunca pensei que pudesse ser a felicidade...fui eu, como nunca pensei ser um dia! O amor é um milagre...o meu amor por ti faz milagres! Aprendi muito, tornei-me no que sou!
A melhor escola da vida, é o amor! Na escola não se aprende a ser feliz...
Por todos os nossos momentos felizes, por todos os nossos momentos menos bons, pelas promessas, pelos abraços, beijinhos e carinhos...eu amo-te! Um sentimento que ninguém puderá apagar nunca! Este amor especial...sem fim!
Guarda-me no teu baú, ao qual todos chamam coração e deixa-me entrar, sendo o teu tesouro, para o resto das nossas vidas!
Estarei sempre aqui para ti, com mais ou menos facilidade, mas estarei Sempre! Uma promessa que te faço, para toda a vida!
Gosto de ti.
Posso fazer-te um pedido?
Nunca me deixes só! Preciso de ti!



Texto com 2 anos, escrito por mim *

segunda-feira, 29 de Setembro de 2008

As palavras...

As palavras são como quem as diz e a sua importância, além do contexto em que são ditas, reside na maneira como são transmitidas e recebidas. Até porque é através das palavras que as pessoas melhor se entendem.


Resposta à pergunta 'Defina aquilo que são e a importância que as palavras têm', na aula de português.
Apesar das aulas de português terem perdido grande parte do seu brilho :(
Saudades...

domingo, 14 de Setembro de 2008

Dedicado!

Às vezes quando o sol desaparece no céu

não quer dizer que tudo à sua volta morreu...

por isso faz brilhar o teu maior desejo, agora

que vive quando se desenhar a mais bela aurora

no teu...

céu...


Amiga, não percas o norte no meio da caminhada

estou ao teu lado, para caminhar contigo nesta estrada

por isso, não deixes que o cinzento domine os teus dias

escondendo assim todos os teus sonhos e fantasias

não te deixes abater pelos passos que das em falso

agradece sim por não caminhares com os pé descalços.

Sorri amiga, mesmo que a vida te queira fazer chorar

vive amiga, também não estejas sempre a pensar

porque pensas tu no que te traz a solidão?

porque não escutas simplesmente a voz do coração?


Escuta-o, escuta, levanta-te e luta por favor

não te deixes matar por uma 'doença' de amor.


O sonho domina a vida de todo o mundo e a tua também

e por vezes é esse o mal, porque sonhos toda a gente os tem.



Il sogno comando vita

perché sogni con attenzione.




(dedicado. a ti. força nisso)

terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Essencias...

Há pessoas essênciais na vida. E uma delas és tu. Esse brilho no teu olhar, esse sorriso de esperança. Fazem de mim um ser seguro. Seguro de que preciso de uma pessoa como tu para me sentir bem. Eu quero-te. Mas não te quero. Eu desejo-te. Mas desejo o impossivel, é certo. Queria o teu brilho e a tua esperança no meu caminho de forma a assegurar-me que caminho certo. E, quando deixo de ver o sol, és tu quem o tapas. Com a tua grandeza. E brilho. Partilha comigo os teus sonhos. Nós podemos sonhar juntos. Podemos viver e partilhar as nossas vidas. Prometo-te felicidade, promete-me segurança. Esperança. Estou a falar contigo, olha para mim. Tu desejas tudo como eu, admite. Desejas viver uma vida plena de certezas, segura. Então segura, segura a minha mão e deixa-nos voar. Como um pássaro que voa livremente, que traça o seu rumo. Deixa-me traçar o teu e dar-te uma oportunidade de viveres de maneira única
o que tantas vezes insistes em dizer que é a monotonia. Deixa-me contemplar o teu sorriso todos os dias. Deixa-me contemplar o que de mais belo tem a vida, contigo ao meu lado. Faz-me sentir o dono do mundo para eu te poder oferecer o que de melhor ele tem.
Mas diz-me se estou errado. Se assim for, irei embora. Deixarei contigo tudo o que é meu, e apenas levarei comigo a única coisa que me deste. A dor.

sábado, 2 de Agosto de 2008

Hoje voltei a pensar em ti...

Hoje eu voltei a pensar em ti
no que vivi, no que sofri e no que sorri
juntei o passado ao presente
e pensei no futuro igualmente
imaginei-te a vir até mim
como quem deseja algo sem fim
senti-te chegar, senti o abraço forte
por momentos eu perdi o meu norte
o teu doce cheiro em que me perdi em dias
hoje voltou a reavivar as minhas memórias sombrias
e o teu jeito mimado de obter carinho
hoje, na lembrança, não me deixa estar sozinho
ouço a tua voz sem estares perto
revejo o passado dum futuro ainda incerto.
Sonhei sentir o teu coração tocar no meu
e confesso que me senti ir ao céu.

sábado, 12 de Julho de 2008

Saudades...

Sonho contigo todos os dias
e recordo a maneira como me sorrias,
possuías aquele olhar meigo que me iluminava
e a doce companhia que eu tanto desejava.
Tenho saudades, bastantes, é natural,
eu nunca esperei tão doloroso mal
mas a vida é assim, cínica, falsa e injusta
quem nunca sofreu ainda não sabe o que ela custa
e eu fiquei a conhecer o extremo da dor pura
quando senti a tua perda de maneira tão dura.
O meu mundo esse, ainda hoje não tem cor
porque eras tu que o pintavas com o teu amor
e com a tua maneira de ser, carinho e perfeição
sempre (sempre!) foste a amiga do coração.
E as nossas brincadeiras sempre ‘saudáveis’
hoje trazem as saudades insuportáveis
que simplesmente me limito a deixar correr pelo rosto
desde que o sol nasce até desaparecer no lado oposto.
E então aí, a tua ausência torna-se terrível
porque o mundo dos sentimentos torna-se sensível.
Gosto de recordar apesar de não ser fácil
porque me faz odiar esta vida tão frágil,
que te levou para um mundo além deste…
mas olha sempre por mim, como um dia prometeste.

Eu desejo o dia em que nos encontraremos novamente
porque será o dia mais feliz da minha vida, certamente.


Para sempre <3

domingo, 22 de Junho de 2008

Volto no fim de Agosto...

Só voltarão a ser postados textos, quando voltar em Agosto.
Prometo novidades :)

quinta-feira, 19 de Junho de 2008

O dinheiro...!



O dinheiro traz “tudo” neste mundo de pobreza
é o dinheiro que mete comida em cima da mesa
é o dinheiro que leva às rivalidades
é o dinheiro que por vezes esconde as verdades
é o dinheiro que dá origem à dependência
é o dinheiro que permite a sobrevivência
é o dinheiro que constrói prédios e casas
é o dinheiro que todos os dias ganha asas
é o dinheiro que gera a violência e morte
é o dinheiro que se ganha com sorte
é o dinheiro que nos faz suar, trabalhar
é o dinheiro que todos desejam ganhar
é o dinheiro que movimenta o mundo
é o dinheiro que muitos ganham ao segundo
é o dinheiro, sempre o centro da questão
mas que não consegue comprar o coração
porque o dinheiro não é tudo na verdade...
não é o dinheiro que compra a felicidade!


Dedicado a todos os riquinhos que só pensam no dinheiro!
Sejam felizes!!



(não, não é, nunca será inveja)

domingo, 15 de Junho de 2008

. . .

Às vezes penso no passado,
que foi algo nunca imaginado...
e penso como seria se tudo fosse diferente.
A tentativa, é o início da vitória
Nós não tentamos o quanto deviamos,
e hoje tudo podia ser diferente,
talvez sorrisse de contente.
Poderias tu saber até
que és muito para mim.
E, hoje, decidi dizer-te tudo.
Dei o primeiro passo,
é o início da vitória!
E porque não viver uma vida vitoriosa?
Basta querer,
lutar,
vencer.


(deixo-vos agora um vídeo... vejam, ouçam....e aprendam)

video

segunda-feira, 9 de Junho de 2008

A simplicidade!

Promete-me que vais construir uma ponte comigo. Promete que vais construir comigo a ponte da aventura. A ponte segura, com pilares fortes que sustentarão a nossa caminhada sobre ela.
É o meu sonho!
Possuir dois mundos unidos pela nossa ponte. A ponte da amizade, que separa o mundo dos outros, do nosso próprio mundo. Separa o mundo do egoísmo, do desrespeito, do maldizer...de um mundo simples. A simplicidade impera. A simplicidade da natureza, a simplicidade do riacho de água pura...a simplicidade de um mundo simples. Multicolor.

A simplicidade de dois seres simples, com uma amizade simples (sincera). Penso que toda a gente deseja ser simples para ser grandiosa. É na simplicidade de uma pessoa que se vê a sua grandeza. E eu (por vezes) sinto-me grande. Tu, és grande. Porque somos simples (amigos).

Ser-se completo, não é ter tudo...porque só tem tudo quem é simples!

sexta-feira, 16 de Maio de 2008

Mudarias o mundo . . . de alguém?

O que farias se alguém te concedesse um desejo profundo...
dando-te a oportunidade simples de mudar o mundo?
Perguntas a ti mesmo se isso é possível
Qualquer um dos sonhos seria credível?
Oferecias tu a paz ao povo violento?
Darias côr a tudo o que é cinzento?
Que leis de sentimentos farias julgar?
Qualquer pessoa tinha um lugar para morar?
Criarias a cura para o cancro mais duro?
Transformarias o pecador em puro?
E em divino tudo o que é cruel?
Pintarias a beleza mais pura sem pincel?
Eliminavas os terroristas com a bomba da paz?
Darias confiança a quem diz não ser capaz?
Oferecias ao pobre o que tem a gente fina?
E a calma ao garoto mais traquina?
Abririas a porta a quem se fechou na solidão?
Perdoarias alguém que te pedisse perdão?
Darias pão a todo o pobre coitado?
Abririas os olhos a quem está enganado?
Criarias um mundo multicolor?
Cheio de alegria e paz, sem ódio nem dor?
Concedo-te então esse desejo que concretizarás tão bem...
muda todo o mundo, muda o mundo de alguém!

quinta-feira, 1 de Maio de 2008

Uma mulher de sonho!

Hoje acordei e senti-me um novo ser
não sabia o que estava a acontecer
pensei em ti e sorri de seguida
lembrei-me que fazes parte da minha vida
que és um bem essencial para mim
tens um brilho que brilha sem fim
és perfeita, tens uma beleza natural
por fora, por dentro, uma beleza total
que apaixonou os meus olhos tristes
quando me olhaste e então, sorriste.


O teu olhar mantém-me vivo
da tua importância, não duvido
és o alimento do meu espírito
a rainha do meu império
quero levar-te até ao infinito
e levar tudo isto muito a sério
porque tu és o que eu preciso...
um pedido, oferece-me o teu sorriso.


Todos os dias percebo o teu valor
até num simples gesto de amor
que me ofereces mesmo sem palavras
unindo as nossas almas apaixonadas
e assim me ofereces num segundo
toda a riqueza existente no mundo
e então fazes-me acreditar
que sou a terra e tu o mar
unidos pelo mesmo sol sonhador
que existe para iluminar o nosso amor.


Vou ao teu fundo buscar o maior tesouro
porque o teu ser é pesado a peso de ouro
e a tua riqueza é algo inigualável
o que faz de ti uma pessoa louvável
que eu tenho e jamais quero perder
onde eu vivo e temo algum dia morrer
onde sou feliz sem limite algum
onde os dois nos tornamos um,
e me permite sorrir do que já vivi,
pois tudo é possível quando e tenho a ti.


Quando estou contigo a magia acontece
e o coração praticamente endoidece
palpita de contente quando me tocas
derrete-se todo quando me olhas
sente a paz por estares perto de mim
e isso reflecte-se tudo assim...
num momento único e perfeito,
que enche de amor o interior do meu peito!

domingo, 20 de Abril de 2008

Amizade perfeita?

Que sentimento é este, a amizade?
Será que tem cor, sexo, crença, idade?
Como a podemos definir?
Para falar dela, que letras podemos unir?

Amizade, sentimento sincero, real
Devia ser vivida como sentimento universal

Mas nem todos o sabem, nem todos a conhecem
Só os de coração puro, nos outros a reconhecem

Coração puro, essencial a uma amizade perfeita
Sem qualquer sentimento falso que a amizade rejeita

Mas existirá, na amizade, a perfeição?
Ou tudo nao passará de uma grande ilusão?
Define-me esse tudo que a amizade rejeita
Dá-me, da perfeição, a receita....

Sentindo carinho, adicionando dedicação
Aquecendo com vontade de uma verdadeira relação
Surge então o sentimento supremo
Que permite viver esta vida sem qualquer medo
Porque temos um anjo que nos guia em todos os instantes
Gritamos então ao mundo que descobrimos os ingredientes

A solução da perfeita mas simples felicidade
Onde tudo é feito com base na cumplicidade

Cúmplices seres entregues a uma forma de viver
Só para ter uma amizade sincera, já vale a pena nascer!

Já o poeta diz..
“ Tive um só amigo, fui feliz! “



(Mais um escrito com a Soushou)

sexta-feira, 18 de Abril de 2008

A alma do poeta...

Nasci para a escrita quando senti o primeiro sentimento
Agora viajo na magia das palavras a todo o momento.
É da ponta dos dedos que saem todos os meus ideais...
E é em folhas que dito os meus desejos imperiais.

É nessa escrita que encontro o melhor de ti...
Que conheço o que não me dizes e percebo o que nunca vivi.


Porque as palavras transportam sonhos calados do nosso inconsciente...
Porque existem algumas que tornam o passado em presente, que toda a gente sente.

E é com essas mesmas palavras que construímos a nossa história...
É magia. São memórias.
São vidas diferentes, juntas numa linha...
São aquelas coisas que ninguém sabe nem adivinha.


Porque quando eu escrevo, sinto-me no centro do mundo...
De palavras, histórias, frases, memórias que vêem lá do fundo.

Escrever alivia-me a alma e conforta-me o coração...
Escrevo lágrimas e sorrisos... com emoção!
Chego a escrever no mundo o meu sentir...
E às vezes escrevo (até) sem palavras possuir.


E mesmo que um sentimento valha mais que mil palavras...
É ao ouvi-las que muitas pessoas se sentem realizadas!



(este foi escrito com uma pessoa que sente como eu... Soushou, foi um enorme prazer *)

sábado, 12 de Abril de 2008

Um mundo diferente...

Eu gostava de viver num mundo de fantasia
em que eu próprio decidia como corria o dia
sendo fiel ao amor, à amizade e ao respeito
o que hoje em dia não se virifica por inteiro
num mundo onde não existiriam almas feridas
onde o perdão era a prioridade das nossas vidas
tornava todos os pesadelos em sonhos reais
onde todas as pessoas se tornariam especiais
pelo que são e pelo que poderiam vir a ser
dando o luxo às pessoas de serem livres de viver
de escolher os caminhos que queriam percorrer
quando renasciam, quando resolviam morrer
queria criar o mundo de pessoas independentes
que apenas se baseassem nas suas mentes, brilhantes
onde ninguém fosse julgado pelos seus actos
e espalhando a felicidade por todos os cantos.


Eu queria construir este mundo sem saudade
onde toda a gente podia viver de livre vontade
semeando riqueza na sua própria alma feliz
como a àgua brilhante que corre num chafariz
seria um mundo verde, significado de esperança
não existia um deus que merecesse uma crença
seriam todos diferentes mas todos iguais
acabava com as inundações das chuvas torrenciais
não existiria tragédia onde quer que fosse
neste mundo, até o amargo se tornava doce
era este mundo que eu queria, dava tanto jeito
viver onde não existisse qualquer tipo de preconceito
no fundo, cada um de nós procura este mundo sonhador
e para isso basta começar por mudarmos o nosso interior
até porque a chave da cura sempre foi a doença
basta dar um pouco de nós para que este mundo apareça!

sexta-feira, 11 de Abril de 2008

Dá tudo no amor!

Dá sempre tudo no amor
esquece sempre a dor desse amor.
Vive sempre a magia com um pé no real
porque, o amor, apesar de fundamental,
é amor que sonha, amor que mata,
amor sem hora, amor sem data.
Mas é amor,
e sem amor não vives não,
deixa o amor entrar no teu coração.
Não tenhas medo que ele te venha a ferir,
tem é medo de não saberes sorrir...
ao não amar!

quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Amor e desilusão. E quando as palavras se juntam?


Faz parte do ser humano, este amar e ser amado
Sentir-se um ser completo com um sentimento inigualado
Mas qual será o verdadeiro sentido do amor
Quando este é tratado como significado da dor
Amor, essa palavra tantas vezes dada em vão
Por vezes esquecem que o sentimento tem de vir do coração
Onde o sentimento tem de ser mais verdadeiro
O pensamento puro, para um relacionamento certeiro
Porque não adianta dizer amor quando o coração não sente
Iludir alguém com um sentimento tão diferente
Porque a cabeça pensa e não pergunta se está certo ou não
E depois disso, depois disso é só desilusão

Sento-me a olhar um cruzamento, hesito um instante a pensar
Sinto a vontade de um dia viver por uma incerteza de amar
Pois tudo o que o amor possa trazer consigo
Será a alegria, e um sorriso de estar contigo
Mas por agora fico na tristeza caminhando só
Reconhecendo os meus erros que magoam sem dó
O erro de me apaixonar por ti
O erro de viver uma vida que não vivi
Uma mentira que convivi
Uma desilusão que sofri


E este sentimento verdadeiro que hoje me acompanha
Foi o mesmo que um dia fez chorar a minha alma
Porque o som da tua voz estava colado ao meu ouvido
Tento livrar-me dele, mas não sei se consigo, duvido
Preciso de um abrigo pra me tentar proteger
Preciso de me isolar bem longe do teu viver

Porque vives num mundo bem diferente do meu
Onde toda a nossa magia um dia se deu, cedeu
Então aprendi a calar a dor, tremura e o rumor que sobrou
A conter a raiva e o protesto que um dia a alma rebentou
Para por ponto final ao amor que até hoje restou
Uma vez sonhei que nós seríamos parceiros amantes
E partilharíamos os nossos mundos brilhantes
Mas agora chegou a hora certa para acordar

E reparei que estava a ficar tarde para sonhar
Porque embora o teu olhar tenha colidido com o meu
Hoje há a certeza que apenas o silêncio do amor viveu

Desilusão, é o único sentimento inato em mim
Depois de ter acabado o que era um amor sem fim
Um amor em que se baseavam todos os planos
De sermos cada vez mais felizes ao longo dos anos
E todas as promessas feitas morrem hoje em vão
Sufocadas pela dor desta eterna ilusão
Que se transforma em lágrimas salgadas no rosto
Se as barreiras existiram, quem as terá posto?

Porque será que as barreiras nos foram impostas
Terão elas aparecido pelas nossas vidas opostas?
Agora só tento não mais ter que olhar para trás
Porque lá no fundo, tudo isto se desfaz
Já aprendi de como é bom viver para poder aprender
Que tudo o que vivi contigo é tudo o que temi perder
E agora só tenho que deixar passar para esquecer

Tudo aquilo que eu precisava de entender!

Amor e desilusão. E quando as palavras se juntam?

Quando as palavras se juntam...

Amor e desilusão
Amor...
Desilusão.


(Este texto escrevi em conjusto com a Vera ( www.thedarkside0.blogspot.com ). Espero que gostem...)

terça-feira, 8 de Abril de 2008

Hoje eu nasci...


Hoje nasci
pelo menos nasceu parte de mim
uma parte completada por ti
que me fez renascer assim
acordei e olhei a lua
senti-me bem
a companhia era a tua
olhaste-me como quem sonha
tocaste-me como quem vive
beijaste-me como quem
só com um beijo sobrevive
o teu respirar fez-me lembrar
os bons momentos junto ao mar
a brisa que tocava em nós
e nos fazia desejar
que estivéssemos sós


Enquanto isso
o sol brilhava intensamente
como quem ama
desesperadamente
tocaste-me, acordei
foi um acordar diferente
de contente que nem reparei
qual a razão aparente
mas amei


quem disse que amar é pecado
porque nunca sentiu o amor
deveria sentir-se ressuscitado
por alguém que lhe desse o seu calor
hoje ressuscitei
com o teu calor, suor, paixão
e foi aí que reparei
que és a dona do meu coração
tens a chave
que o pode abrir e fechar
gostava que o conservasses
e a melhor forma é amar
ama com intensidade
e aí eu vou retribuir
contigo sinto a maior felicidade
que no mundo possa existir
agora que me acordaste
não mais quero adormecer
se nos teus braços me embalaste
nos teus braços quero viver
e se um dia o sono chegar
vou-me deixar dormir
estás tu para me acordar
não tenho porque me afligir
sonharei melhor
contigo ao meu lado
e com ar sonhador
direi que estou apaixonado
em tempos dormi
esperando alguém
em tempos morri
por não ter ninguém
e tu que me ressuscistaste
com o teu toque pessoal
um dia me ensinaste
que o amor nasce de uma forma natural


o meu nasceu, viveu, evoluiu
o amor por ti é brutal
quem o vê e quem o viu
aumenta a cada toque teu
que na minha alma faz cintilar
cada sentimento meu
que se une para amar
amor que ascende
que ilumina o próprio céu
que faz acreditar que o teu coração
também depende do meu
e tudo isto
me leva a pensar
o tão bom que é amar
porque o amor não está previsto.
o amor nasce ao acordar
e hoje eu acordei
abri os olhos e olhei p'ra ti
e foi aí que relembrei
que hoje...
eu nasci!



(Um texto meu um pouco antigo, mas dos melhores (na minha opinião)..
tem musica, quem quiser é só pedir...)

segunda-feira, 7 de Abril de 2008

domingo, 6 de Abril de 2008

Vou contar-te uma história..

O olhar da rapariga “matou” o rapaz à primeira vista. Ele sentia ser um olhar imaginário, mas era mesmo realista. E, num instante, ela tornou-se bastante especial, o que o fez acreditar que não era uma amizade banal, normal. E assim foi, deu-se uma mistura de vários sentimentos, baseados em grandes e bons momentos.
E de uma forma incrivel, tudo foi nascendo nele...onde tudo o que era triste, foi florescendo. Foi então que nasceu nele algo incrível; e se a felicidade é o cume da vida, ele sentia-se acima desse nível.
E sente-se assim ainda hoje, com um sentimento ainda mais forte, que aumenta todos os dias de tal forma que ele não consegue explicar como, nem porquê. Ela tornou-se um tudo para ele.
Pensa nela todos os dias, durante o dia todo. É óbvio que ele já não consegue viver sem ela. Ele sabe que possui um tesouro e não o quer perder. E tem um desejo. Que ela lhe ofereça a chave do cofre, para ele a guardar como quem guarda a sua própria vida.
E ele consegue. Porque sente por ela o que nunca sentiu antes.

sábado, 5 de Abril de 2008

Sonho (acordado ou não)

Num sonho que tive apareceste solidária
e a dor que sentia sentia-se imaginária
dizia-se fraca, atentamente irreal
no meio do sonho, aspecto fundamental
de fora eu via as tuas mãos irrequietas
diverti-me, autêntico show de marionetas
então escondido eu vi-te apreciar a lua
e o quanto desejavas que ela fosse tua
desejas o impossível. hey. acorda
e cuidado com o estranho que te aborda
diz-se dono dela, mas eu creio que mente
e qualquer um que apareca, mente igualmente
sabes porquê? porque a lua é minha certamente
então...
parei de olhar, parei de ver, parei de sentir, parei
porque aquele sonho era tudo o que um dia imaginei
acordei, sorri, fechei os olhos....dormi
acabou por ser igual....até porque pensei em ti...

pára então de olhar e desejar a lua...
fica comigo e ela será tua...


(lol =x ...one more...)

domingo, 16 de Março de 2008

Planta em mim o teu jardim

Gostava de te levar a um mundo além deste
onte tudo fosse enorme e nada morresse
um mundo para além de nós
onde estivéssemos a sós
deixa-me levar-te ao nosso interior
para também tu perceberes a dor
nesta estrada de desejos e dissabores
de uma cidade longe dos amores
ilumina a plenitude da minha saudade
com esse teu brilho de simplicidade
atravessa a ponte que te traz aqui
para poder dizer-te que gosto de ti

Viaja comigo num mundo sem fim
planta em mim o teu jardim
de sentimentos adormecidos na razão
planta o teu jardim no meu coração

Talvez um dia te possa mostrar
tudo o que tenho para te dar
nesta terra onde espalhei a dor
e onde tu semeaste o teu valor
anda descobrir sem medo algum
que um dia podemos ser um
neste mundo de sonhos, e fantasia
onde és o sol que aquece o meu dia

Dá-me a tua mão
deixa-te levar
se vivesses no meu coração
eu dar-te-ia o luar
em todas as noites estreladas
que se tornavam perfeitas
para serem contempladas
no dia das nossas colheitas
de amor

Planta em mim o teu jardim
sem fim...



(acabei de escrever . espero que gostem)

sábado, 15 de Março de 2008

Vida cinzenta.

Hoje a manhã acordou triste. Talvez só para mim, mas acordou triste. O meu reflexo na minha manhã. Tudo o que me corre na alma, não passa de nuvens cinzentas que eu não consigo afastar. Por muito que tente.

E de tanto olhar o céu, cinzento, perco as forças (se é que alguma vez as tive). E por isso vou começar a olhar a terra. De cabeça baixa.

Talvez um dia eu descubra o quão belo pode ser o céu, as nuvens e o sol. Talvez um dia as nuvens cinzentas desaparecam depois de dar à luz nuvens brancas (como as noite que tenho passado).

Vivo no mundo do talvez. Talvez isto passe. Talvez amanhã seja melhor. Talvez. Talvez.

Talvez o sol virá tarde de mais. Aquecendo o que sobra de mim. Um corpo sem alma.

sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

Não temos escolha, temos de escolher...


Durante toda a nossa vida, sabemos que teremos de fazer muitas escolhas, tomar muitas decisões...



Nesta fase da vida, em que ainda somos jovens, sem filhos para criar nem nada que dependa de nós, as nossas ecolhas e decisões têm de ser feitas segundo duas coisas. A nossa satisfação pessoal e a nossa felicidade.

Sinto-me perante uma dessas fases, sinto-me obrigado e tomar uma decisão, a fazer uma escolha. Sinto que não sei o que fazer, o que pensar, o que decidir. Talvez porque sei o que me satisfaria e faria feliz, mas corro o risco de tentar lutar por isso e no fim nem estar satisfeito, nem ser feliz!
Neste caso acontece que ninguém depende de mim, mas eu sinto-me a depender de alguém. E dói... O facto de saber que quero escolher uma coisa e não conseguir, faz doer ainda mais. Porque penso em tomar uma decisão não pensando em mim, mas noutra pessoa, como se ela dependesse de mim. Como eu gostava, confesso, que dependesse... Admito que as lágrimas escorrem, só de pensar nisto. Porque talvez vá tomar a decisão que é contrária ao que sinto, ao que quero e da qual eu nem tenho a certeza se é a correcta. Tantas vezes que respiro fundo e penso que é desta que tomo a iniciativa de decidir, mas logo fala o coração e me avisa que não é isso que quero e aí eu sofro ainda mais, porque não me consigo desprender daquilo que é vital para mim!

Um desabafo...

quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008

D.E.U.S. (Ditadura, Escravatura, Um Sofrimento)

Hoje acordei e olhei-me ao espelho
rosto fechado, cansado como um velho
aparência triste, com tudo o que rodeia
o acordar apenas, hoje em dia já chateia
vida monótona parece própria do meu ser
terei esta vida até quando? quero saber
ingénua esperança de que tudo mude
e depois ver que não há quem acude
neste mundo perfeito mas tão artificial
onde a raiva impera como sentimento natural
uns matam, uns roubam e outros assistem
até quando sobrevivem aqueles que resistem?
um mundo sem leis à beira do precipicio
onde muitos vivem uma vida de sacrificio
por causa duns pagam outros, é verdade
e as guerras matam pessoas com crueldade
pessoas inocentes que são capazes de morrer
porque rezam a deus e ele manda-os f****
o deus pai todo poderoso dito o pai de todos
que assiste aos crentes matarem-se uns aos outros
criou o céu a terra e ao sétimo dia descansou
adormeceu para aquele que toda a vida rezou?


Ditadores comandam uma parte do planeta
noutra o branco faz de escrava uma preta
assistimos todos os dias a este tipo de sofrimento
xiiuuuu....
deus ainda dorme, nao o acordemos neste momento
passemos para áfrica, o mundo do puro desalento
onde a fome continua em grande crescimento
e a onu nem sempre faz chegar a boa comida
e quando pensam na fome, não pensam na sida
depara-se com a lei do mais forte até para comer
atropelam-se pessoas que acabam por morrer
porra não há dinheiro algum que os proteja?
sabem quem tem uma basilica em ouro? A IGREJA
olhamos para um cantinho e lá vemos Portugal
um país à beira mar, podia ser tão bom local
mas não, até aqui um polícia pode ser ladrão
onde muitos criminosos não põem o pé na prisão
onde pagamos tanto por nada ou coisa alguma
onde até 5€ não dá pra gasolina nenhuma
é neste mundo que vivemos, até este acabar
e só com a explosão é que deus vai acordar?
então vai descobrir que perdeu o que um dia criou
e aí vai ter pena porque do mundo nunca tratou!



Mais um texto meu...
Espero que gostem e comentem :)

domingo, 27 de Janeiro de 2008

Adolescência...


Um adolescente, um fiel sonhador

um simples rapaz, um pouco lutador

numa adolescência tão dura de viver

ele desejava o que todos desejam ter

uma vida feliz, sem muito esforço até

e lá caminhava ele, pé ante pé, cheio de fé

desejava o impossivel, mas não o sabia

pensamentos inocentes os que ele vivia

os problemas apareceram e lá se apercebeu

que o sonho de ser feliz acabou, morreu

preso a um sonho, ele perdeu a sua vida

divertia-se à noite e só dormia de dia

e foi na loucura da noite que se deixou levar

viciou-se numa droga que não conseguia largar

chamava-se Rita, corpo belo, que desejo

mas o mal dele começou com um simples beijo

dias depois já fazia imensos planos

viver com ela, dias, meses ou anos

esqueceu meio mundo por uma única pessoa

esqueceu que no fim a desilusão também magoa

e assim foi quando ele soube o que ela queria

que aquela relação parasse naquele dia

vestido de desilusão, baixou o rosto e chorou

parou de andar, parou de ouvir, parou de ver, parou

o mundo desabou e ele correu sem parar

foi observar a lua que se reflectia no mar

e lá se apercebeu que a vida não é fácil

um ser adolescente, é um ser tão frágil

é viver sem pensar, sem pensar em viver

é sobretudo desejar o impossivel de obter

é um misto de sensações

que florescem nos nossos corações

que fazem dos adolescentes seres ‘irracionais’

uns conscientes, outros acham-se especiais

vivem sendo senhores da razão

virando as suas vidas para a desilusão

está na altura de viver a vida como ela é

para depois nos tornar-mos homens com fé

de que aproveitámos tudo de forma positiva

porque a adolescência é o melhor da nossa vida!




Comecei este blogspot com este texto que fiz para a minha aula de Português.

Espero que gostem...